quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Domingo na Yayá

No próximo dia 27, domingo, às 11 horas, participo do espetáculo que o Grupo Ô de Casa fará na Casa de Dona Yayá, situada na Rua Major Diogo, 353.
Eis a divulgação constante do site deste agradabilíssimo centro de cultura do bairro do Bixiga:


DOMINGO NA YAYÁ - Apresentações Musicais - Pastoril


O projeto “Domingo na Yayá” conta com apresentações musicais realizadas aos domingos, sempre às 11h, com duração aproximada de uma hora. Entre os objetivos do projeto estão a articulação entre abertura pública da Casa de Dona Yayá – bem cultural e sede do CPC-USP – e o acesso gratuito, para um público variado, a manifestações artísticas diversas e capazes de proporcionar, além de entretenimento, o contato com o tema do patrimônio cultural.
27/11 - Grupo "Ô de Casa"
O Grupo “Ô de Casa”, formado na maioria por integrantes da Comunidade da Vila Sabrina (zona norte da Cidade de São Paulo) e com o intuito de produzir e divulgar atividades folclóricas traz, para a Casa, Pastoril - Um Auto Natalino. Por meio da dança e do canto, o grupo encena a viagem empreitada pelas pastoras que se dirigem a Belém a fim de prestar louvores ao Menino Jesus. O Auto, na versão do Grupo Ô de Casa, baseia-se no pastoril pernambucano mesclando-o com versões potiguares. O repertório é composto por cerca de trinta canções consecutivas, todas de autoria anônima, interpretadas pelo Grupo, em coro ou individualmente, acompanhadas de percussão.

O grupo composto por participantes de variadas faixas etárias, desde o início da década de 90, busca resgatar a tradição das grandes festas populares, além disso, promove apresentações da dança circular Trança-Fitas e festas que recebem grupos similares de outros locais, violeiros, sanfoneiros, declamadores e outros artistas da Cultura Popular.

A apresentação também contará com o espetáculo Sarau Caipira, que inclui canções clássicas desse universo musical, como "Pingo d´água", "Cafezal em flor" e "Tristeza do Jeca", mais declamações de poemas igualmente clássicos na mesma tradição. Algumas músicas associadas, como "Azulão", "Nhapopé", “Patativa” e uma modinha do século XIX também estão incluídas no repertório. Além disso, há a declamação de poemas, como "A madrasta", "Mãe preta", "A flor do maracujá" e "Ideal do caboclo". O Sarau já foi encenado na Festa do Divino de São Luís do Paraitinga e no ano de 2010 tornou-se especial para o Grupo devido à tragédia da inundação que destruiu um patrimônio arquitetônico e cultural de inestimável valor, inclusive uma capela do século XVIII (Igreja das Mercês), que dificilmente será recuperada (construção em taipa).


Data: 27/11/2011
Horário: 11h
Local: Os eventos são realizados na sede do CPC-USP / Casa de Dona Yayá, Rua Major Diogo, 353, Bela Vista, São Paulo, SP.



PROGRAMA
ABERTURA: Algumas palavras


Azulão - Jayme Ovalle e Manuel Bandeira
Nhapopé - Domínio público, recolhida por Villa Lobos
Patativa - Vicente Celestino


“A Flor do Maracujá” - Catulo da Paixão Cearense
“O Lubisômi” - Nhô Bento
“Final de Ato” - Marilita Pozzoli


Moreninha, se eu te pedisse - Anônimo do século XIX
Pingo d’Água - Raul Torres e João Pacífico.
Flor do Cafezal - Luiz Carlos Paraná


”A Madrasta” - Domínio Público
”Ideal do Caboclo” - Cornélio Pires
”Porteira Abandonada” - V. de Carvalho e W. Lobo


Viola Quebrada - Mario de Andrade e Ary Kerner
Guacira - Hekel Tavares e Juracy Camargo
Sertaneja - René Bittencourt


“Capim Teimoso” - Laureano
“As Três Lágrimas” – Campo s Negreiros
“Mãe Preta”- Patativa do Assaré


Prelúdio nº 5 - Heitor Villa Lobos (Solo de violão)
Tristeza do Jeca - Angelino de Oliveira
Minhas Luas - Joel Carvalho e Marcos Silva


FINAL: Olha pro Céu - Luiz Gonzaga e José Fernandes


Cantam: Marcos Silva e Tania Clemente
Declamam: Eli Clemente, Rosana Damas e Zoraide Liger
Violão e Direção Musical: Edson Tobinaga (Tobi)
Coordenação Geral: Eli Clemente
Produção: Grupo “Ô de Casa”
Fotos: Cláudio Araújo.