terça-feira, 23 de novembro de 2010

Almeida Prado (1943-2010)


É com imenso pesar que noticio a morte, ocorrida no último domingo, 21 de novembro, de um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos: José Antônio Rezende de Almeida Prado. Também foi uma das personalidades mais queridas do cenário erudito brasileiro e extraordinário professor.
A audição de uma de suas Cartas Celestes no programa Ligue para um Clássico da TV Cultura foi determinante para que eu trilhasse o caminho da composição. A partir de então, sempre que posso, recorro a seus ensinamentos. Através, por exemplo, de sua Cartilha Rítmica para Piano, pode-se sentir a riqueza de recursos de que dispunha como compositor e seu incrível talento de educador.
Autor de uma obra ao mesmo tempo consistente e generosa, deixou-nos imenso legado artístico e pedagógico, do mais alto nível estético e intelectual, mas também acessível e acolhedora, tal qual ele era.
Imaginar que aquela figura simples e desprendida era, sobretudo, um representativo cidadão do mundo...


Nenhum comentário:

Postar um comentário